FISIOTERAPIA / MAIO 2006

Qual é a tensão arterial ideal?
Pensava-se que era normal a tensão aumentar com a idade. É verdade que tal acontece muito frequentemente, mas isto não faz com que seja “normal”. Hoje, sabe-se que a tensão arterial ideal deveria ser igual ou inferior a 120/80, para todas as idades. Qualquer valor acima deste está associado a um acrescido risco de certas doenças – quanto mais alta a tensão, JULHOres são os riscos.

Imagine que tem uma doença fatal, que pode tirar-lhe a vida de repente, sem qualquer aviso prévio. A hipertensão ou tensão arterial alta pode transformar esta hipótese em realidade! Esta doença é um dos problemas de saúde mais comuns no século XXI. Globalmente, 600 milhões de pessoas sofrem dela e é a causa directa de pelo menos 3 milhões de mortes por ano. É assustador o facto de que muitos milhões de pessoas nem sequer sabem que têm a tensão arterial alta!

A hipertensão pode afectar pessoas de todas as idades e raças. Cerca de metade das pessoas que sofrem deste problema de saúde nem sequer sabem que o têm, pois a tensão alta, na JULHOria das pessoas, não produz sintomas a não ser em valores já bastante elevados. Daquelas que o sabem, cerca de metade negligenciam frequentemente o tratamento, porque se sentem bem. Aquelas que tratam a sua doença, por vezes não têm valores normais da tensão arterial. Como resultado, em cada 8 pessoas hipertensas, apenas 1 a 2 têm a pressão arterial controlada!

 

O que é a tensão arterial?
A tensão arterial é a pressão do sangue dentro do coração e das artérias. É descrita por dois valores, conhecidos vulgarmente como a “máxima” (sistólica) e a “mínima” (diastólica). O valor mais alto é referente à pressão provocada pela contracção do coração e o valor mais baixo é a pressão nas artérias quando o coração relaxa entre duas contracções. Tensão Alta é definida por uma tensão arterial frequentemente igual ou acima de 140 mmHg (sistólica) ou igual ou superior a 90 mmHg (diastólica). Uma pressão arterial de 140/80, por exemplo, já é alta, pois a sistólica já atinge os 140 mmHg. Outro exemplo: uma tensão arterial de 130/90 também é elevada pois a diastólica já atinge os 90 mmHg. Considera-se que alguém sofre de tensão alta se em 3 medições (em dias diferentes) a tensão for igual ou superior a 140/90.
 

Será que é perigoso ter a tensão arterial apenas “um pouco” elevada?
Os hipertensos correm um risco:
- 8 vezes mais elevado de sofrerem um Acidente Vascular Cerebral.

- 3 vezes JULHOr de sofrerem um Enfarte do Miocárdio.
- 5 vezes JULHOr de sofrerem de Insuficiência Cardíaca.

Uma tensão arterial frequentemente alta (igual ou superior a 140/90) pode também causar danos irreversíveis em outros órgãos, como os rins e os olhos.
A Hipertensão é conhecida como a assassina silenciosa. Lenta e silenciosamente, pode destruir órgãos vitais do corpo, sem que a pessoa se aperceba. Infelizmente para muitos, o primeiro sinal é um AVC ou um Enfarte do Miocárdio (ataque do coração) inesperados. Para alguns, o primeiro sinal pode também ser o último!

O que provoca a Tensão Alta?
Cerca de 90% dos casos de hipertensão estão relacionados com os hábitos de vida:

OBESIDADE – Cada 1/2 kg de gordura requer a formação de mais 1½ km de pequenos vasos sanguíneos para abastecerem o excesso de tecido adiposo. É necessária uma pressão arterial acrescida para bombear o sangue através deles. Por esta razão, 20% ou mais de excesso de peso aumenta o risco de hipertensão em 5 vezes.

ALTO CONSUMO DE SAL – A tensão alta é menos frequente nas populações do mundo onde o consumo de sal é baixo. No entanto, nos lugares onde o consumo de sal é elevado, como no Japão, a doença é epidémica, afectando aproximadamente metade da população adulta. Mas os Japoneses não estão sós! Em muitos países, o consumo de sal está a aumentar. O nosso corpo necessita somente de 1/8 de colher de chá de sal por dia.

FUMAR – Mesmo só 1 cigarro pode aumentar a pressão arterial durante cerca de 30 minutos. Um fumador de 1 maço de cigarros por dia, pode, só através do fumo, provocar uma subida da sua tensão arterial durante quase todo o dia.

ÁLCOOL E CAFEÍNA – 5 a 15% dos casos de Hipertensão podem estar relacionados com o consumo moderado de álcool. Bastam 2,5 dl por dia de uma bebida alcoólica para causar uma subida significativa da tensão arterial. Estudos também demonstram que 1 chávena de café por dia pode provocar uma subida da tensão arterial.

INACTIVIDADE FÍSICA – também está associada à tensão arterial elevada.
STRESSE – Este talvez seja um dos factores mais importantes. A ira, a ansiedade, o medo, os remorsos e os sentimentos de culpa, a insatisfação emocional, entre outros, provocam um aumento de certas hormonas que podem fazer subir a tensão arterial.
Muitas pessoas têm a tensão arterial elevada quando estão acordadas, mas normal quando dormem!
Os restantes 10% de casos de Tensão Alta têm causas mais raras como, por exemplo, certas alterações hormonais, doenças dos rins ou dos vasos sanguíneos.

Como podemos tratar a Tensão Alta?
É importante descobrir e tratar a causa da Tensão Alta. Simultaneamente, deve procurar baixar-se a tensão arterial para níveis inferiores a 130/80, e evitar as subidas repentinas de Tensão. Há muitos medicamentos no mercado que ajudam a manter a Tensão nestes valores. No entanto, um olhar atento sobre estes medicamentos, revela alguns factos preocupantes: 1) Os medicamentos não curam a tensão alta! Ajudam a controlá-la. 2) Na grande JULHOria dos casos, os medicamentos têm de ser tomados toda a vida, e podem ter alguns efeitos secundários desagradáveis.
Por estas e outras razões, é importante adoptar medidas que contribuam para uma redução da Tensão Arterial e, possivelmente, reduzir o número e as dosagens destes medicamentos.

O que posso fazer para ajudar a tratar a Tensão Arterial?
Muitos estudos científicos importantes mostram que o tratamento da Tensão Alta através dos Hábitos de Vida pode produzir muito bons resultados e em alguns casos, reduzir a necessidade de medicamentos. Certos estudos demonstram benefícios mesmo ao fim de algumas semanas de bons Hábitos de Vida. No entanto, é importante salientar que quem habitualmente toma medicamentos para a Tensão Alta, deve evitar alterar as doses e não deve parar de os tomar. Consulte o seu médico e informe-o da sua óptima decisão em ter Hábitos de Vida mais saudáveis! Ele fará os ajustes necessários à sua medicação.&
 

Marianne Ferreira
Médica

 

Normalize a sua Tensão:
1. REDUZA O SEU PESO – Quando o peso baixa, a Tensão Arterial também pode baixar.
2. CONSUMA MENOS SAL – Muitas pessoas conseguem baixar a Tensão Arterial recorrendo apenas a esta medida simples. Pôr o saleiro de lado é um passo na direcção certa, mas só por si não é suficiente. Reduza também o consumo de produtos preparados industrialmente e de “Fast-Food”. Estes podem conter grandes quantidades de sal, embora não sejam salgados ao paladar! Leia os rótulos quando comprar estes alimentos. Reduza o consumo total de sal para 2 gramas por dia (1 colher de chá).
3. PARE DE FUMAR – Um dos muitos benefícios associados com o “Não Fumar” é precisamente uma redução da Tensão Arterial.
4. EVITE A CAFEÍNA E O ÁLCOOL – Eliminar o álcool, o café e as bebidas com cafeína, como as “Colas”, promoverá a descida da Tensão Arterial.
5. BEBA BASTANTE ÁGUA – Não devemos beber água só quando temos sede. Beba 6 a 8 copos por dia a não ser que o seu médico tenha recomendado algo em contrário.
6. REDUZA O CONSUMO DE ALIMENTOS RICOS EM GORDURAS – Uma alimentação com baixo teor de gorduras, mas rica em fibras, baixa a Tensão Arterial mesmo que não haja perda de peso ou redução de consumo de sal. Coma abundantemente alimentos naturais, tais como cereais integrais, saladas, fruta fresca, feijão e outras leguminosas. Estes alimentos são todos pobres em sal e em gordura, e são ricos em fibra.
6. FAÇA MAIS EXERCÍCIO FÍSICO – Sabe-se que o exercício físico baixa a Tensão Arterial e é indispensável no controlo do peso. 30 a 60 minutos de exercício diário, tal como caminhar a passo rápido, andar de bicicleta ou nadar, é o ideal.
7. REDUZA O STRESSE – Muito Importante! Um estilo de vida saudável aumenta a capacidade de lidar com as pressões da vida. Um corpo e mente saudáveis serão a sua melhor ajuda para enfrentar as situações de stresse. Estudos revelam que o exercício físico regular é um dos meios simples, mas mais eficazes, de aliviar o stresse.

Com estas simples mudanças no seu estilo de vida, tem uma oportunidade excelente de reduzir a sua Tensão Arterial para níveis mais saudáveis. Lembre-se que a saúde é, na JULHOria dos casos, uma questão de Hábitos de Vida e que os Hábitos de Vida são resultado das suas escolhas. A ESCOLHA É SUA!